Grace de Mônaco – filme semi biográfico retrata período politico da vida de Grace Kelly

outubro 28, 2015 Filmes9

No dia 29 de outubro chega aos cinemas mais um filme “semibiográfico” intitulado “Grace de Mônaco” cujo enredo conta o período de vida da atriz e princesa Grace Kelly além de detalhes do seu casamento com o Príncipe de Mônaco, Rainier III (Tim Roth). O filme é dirigido por Olivier Dahan, o mesmo de “Piaf – Um Hino de Amor” (2007) e protagonizado por Nicole Kidman, uma das atrizes mais bonitas e experientes no cenário cinematográfico atual.

De fato, Nicole consegue traspor com maestria para tela os trejeitos da atriz que era uma das musas de Hollywood da Década de Ouro. Porém, o filme não chega a ser uma biografia completa, pois narra apenas um período da vida de Grace, não mostrando a sua ascensão como atriz e tampouco a sua morte, se atendo apenas ao período de seu casamento com Rainier III e o seu desgaste devido aos conflitos políticos da época.
grace01
A produção luxuosa e a primorosa fotografia são pontos positivos da trama, conseguindo retratar a vida da atriz entre os anos de 1961 a 1963, abordando muitas dúvidas que a acompanharam nesta fase de “crise existencial’. Além disso explora de forma leve a relação dela com o diretor de cinema Alfred Hitchcock (Roger Ashton-Griffiths), que queria de qualquer jeito que ela retornasse a sua carreira profissional, lhe apresentando um roteiro, que segundo o próprio diretor seria o papel da sua vida.
A apresentação do enredo pelo Hitchcock é o início do filme e a partir daí se inicia o conflito interno da Princesa e atriz, paralelo a tudo isso ocorre a guerra colonial na Argélia, o desespero do presidente da França, Charles de Gaulle (André Penvern) e a ameaça iminente da invasão de Mônaco pela França para que ele deixe de ser um refúgio sem receita fiscal. Em meio a crise Grace Kelly tem um papel fundamental no conflito entre França e o Principado, ganhando popularidade e admiração de seu povo e se mantendo firme perante os percalços, sendo uma verdadeira princesa.

Grace conta com a importante ajuda do Padre Francis Tucker (Frank Langella) que passa a ser seu fiel conselheiro e amigo como também do Príncipe Rainer.
Oscarizada e amedrontada pela sua nova posição social ela resolve abandonar de vez a vida em Hollywood e a trama consegue ilustrar como a atriz lidou com a imprensa e esta difícil decisão e os impactos em sua vida privada.
A atriz Paz Vega consegue destaque como a cantora Maria Callas, amiga intima de Grace Kelly.
Contudo, faltou explorar melhor a grande atriz que Grace Kelly foi, não houve um maior aprofundamento de sua vida artística e de sua relação com seus pais, sendo ilustrada de modo turbulento, mas plenamente vago e isto reflete no longa que em alguns momentos se torna cansativo e confuso.

Avaliação: Regular

Trailer:

administrator